Há tempo para tudo

Em uma dessas madrugadas, eu estava conversando com um amigo. Esse amigo é daqueles que já viveu muito com você e já passou por várias fases da sua vida; Inclusive se aventurou com você em um intercâmbio internacional, e morou com você por 7 meses em um lugar onde nenhum dos dois conhecia ninguém. Estávamos refletindo sobre nossa vida e nossos feitos, e chegamos em pontos interessantes.

IMG_0630

O primeiro deles é: nem tudo é como você planeja. Quando eu fui para o intercâmbio, eu planejava conhecer o máximo de pessoas que eu pudesse de culturas diferentes, fazer amizades marcantes pra toda a vida, estudar muito, voltar com um artigo feito e apresentado, organizar minha alimentação, fazer exercícios físicos, enfim. O que aconteceu? Eu cheguei em Portugal, e percebi que não tava nessa vibe. Na verdade, antes de viajar eu tinha entrado em um processo de autoconhecimento como nunca antes na minha vida, e aquele intercâmbio era uma oportunidade perfeita para que eu pudesse saber quem eu realmente eu sou, longe das influencias da família e dos amigos. Lembro que eu tinha um costume de escrever no blog ( o antigo Simple Ray) pelo menos uma vez por mês, lá em Portugal não via necessidade disso, preferi parar, dar um tempo pra mim, me observar me questionar em tudo. Aqueles sete meses foram fundamentais para esse meu processo, porque deu incio há uma série de questionamentos que me fez amadurecer mais como pessoa. Eu não respondi tudo no intercâmbio, nem conclui meu processo lá. Na verdade, eu ainda estou nesse processo.

Em Portugal, eu fiz amigos maravilhosos, conheci pessoas, estudei, e até tentei organizar minha alimentação e fazer exercícios ( tentei mesmo tá! ). Mas aquilo não virou a ser prioridade como eu queria, foi secundário e inevitável dado as circunstâncias.  E aqui entramos no segundo ponto: Tudo tem seu tempo. A verdade é que quando a gente faz uma viagem assim a maior preocupação é ter que aproveitar cada minuto. E como meus planos para o intercâmbio não era fazer uma jornada de autoconhecimento; eu tinha a leve impressão de que eu poderia estar desperdiçando meus minutos em Portugal. Mas a vida não é assim, hoje eu percebo o quanto eu aproveitei aqueles meses longe, o quanto eu cresci, o quanto cada noite em casa no meu canto, em minha solitude, me ajudou a amadurecer e me empoderar. Já faz 2 anos desde que eu retornei de Évora/PT e eu vejo claramente como aquele tempo mudou a minha vida. Eu precisava de cada minuto daqueles que vivi.

Então, calma. Não alimenta a ansiedade, não imagina o que você poderia tá fazendo. Aproveita, respeita o teu tempo, tuas limitações, tua vibe. Como diz Salomão:

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar; Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar; Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar; Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora; Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar; Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.
Eclesiastes 3:1-8

Viva isso!

Anúncios

Um comentário sobre “Há tempo para tudo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s