Eu assisti: “Ex_Machina: Instinto Artificial”

    Eu senti vontade de ver esse filme desde o Oscar 2016. A verdade é que a maioria das pessoas que assistem ao Oscar porque gostam de ver filmes, nem sempre assistiram todos os filmes que ali estão. #SomosTodosGloriaPires

1456750209_701986_1456751928_noticia_normal     Pois bem, então eu e meu marido, que gostamos de ver filmes, logo encaixamos alguns ali para nossa lista de filmes para se ver ao longo do ano ( que tentarei com afinco compartilhar aqui no blog minhas impressões). E um deles foi “Ex_Machina: Instinto Artificial”.


Eu gosto de filmes de ficção Cientifica, e percebi isso recentemente. Então quando vi os cortes do filme na cerimonia do Oscar, corri logo atras do Trailer. E quando vi que o meu ruivinho predileto da atualidade era o protagonista (Domhnall Gleeson), minha ansiedade só aumentou.


O filme fala de Caleb, que trabalhava em uma empresa como programador. Logo de cara você ver que ele ganhou algo e vai para algum lugar. E esse lugar é maravilhosamente LINDO, sério. QUE LUGAR LINDO! Toda hora durante o filme eu ficava deslumbrada com a beleza do cenário que eles arrumaram. Mas enfim, esse lugar maravilhoso, se trata da casa de Natan que é o Homem em questão do filme. Ele chama Caleb lá pra fazer um teste na sua nova criação. Uma Inteligencia Artificial. E essas coisas são sempre uma grande treta não é verdade? Enfim. O filme se baseia nesse teste. Em como Caleb se relaciona com AVA ( o Robô) E como se dá essa relação. O sentimento do ser-humano com a maquina e da maquina com o ser humano.


Eu prometi pra mim mesma que não daria Spoilers mais nas minhas críticas de filmes (se é que isso pode ser considerado uma crítica)  e não darei. Mas esse filme conseguiu de verdade pegar num ponto frágil dessa nossa geração digital. Acho que coraçãozinho de todos nós dos 20 e poucos fica um tanto apertado e confuso com o destrinchar dessa história. Apesar da esfera futurística de um Robô, e de uma Inteligencia Artificial perfeita ali. Dá pra a gente perceber, o quão cotidiano isso é.
Esse tema não é uma grande revolução no cinema. Lembro do “Homem Bicentenário”, “A.I. Inteligência Artificial” e até o mais chocante, na minha opnião, “HER”, e tantos outros.  Mas ainda assim é gostoso pensar nele. Observe, Desde que eu ganhei um celular pela primeira vez “NOKIA 2280” eu senti a necessidade de nomea-lo. A partir de então todos os meus celulares são chamados de Gary. Sentimos muito quando nosso celular cai no chão e se “Machuca”, temos um cuidado fora do comum com o nosso computador, e não é só porque ele é frágil. Sentimos dor pelas nossas coisas em geral e principalmente aquelas que interagem conosco. Quanto mais interativo é a coisa, mais apegado ficamos a ela. Quando nos livramos dela, seja porque está velha, ou porque queremos trocar, existe aquele minuto sentimental no qual chega inclusive a parecer uma despedida de um grande amigo. Imagine quando essas maquinas passarem a parecer conosco, se expressar como nós, externar pensamentos, nos compreender. Será muito fácil direcionar sentimentos mais profundos em relação a eles, Amor inclusive. Mas e eles? O que será realmente que uma Maquina sente por você? Apesar de ser uma criação do homem, de parecer como homem, elas seriam capazes de amar? e se fossem? Quem garante que esse amor seria por nós? Creio que nós somos prova viva de que não precisamos amar quem nos criou.


Esse filme toca em vários pontos. Eu ainda o estou degustando. Mas apesar da euforia do desfecho da história, da empatia que tive com os personagens, não apenas do Caleb, mas por vezes o Natan, até mesmo pela AVA, já pude pensar sobre muita coisa. São vários pontos de vista para observar nessa história ainda. Mas já indico! Vale muito assistir e principalmente se dedicar uns minutos para refletir sobre!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s