Essa flor do dia 8

Mulheres foram queimadas vivas. Elas eram operárias que reivindicavam melhores condições de trabalho e na repressão ao movimento morreram carbonizadas. Infelizmente essa história não é mentira, ela aconteceu há 159 anos e cerca de 130 mulheres morreram por pedir respeito ao seu trabalho, por questionar porque deviam receber menos que os homens e trabalhar mais que eles.

Esses dias li uma notícia: Meninas de 13 a 17 anos de uma escola particular no sul do Brasil escreveram uma carta reivindicando aos diretores da escola que parem de dizer como elas devem se vestir e eduquem seus alunos homens a respeitá-las seja lá qual for a roupa que estejam usando.

Ler essa matéria me trouxe lembranças da infância e pré-adolescência. Eu estudava em uma das escolas mais tradicionais de Feira de Santana, que determinava uma farda totalmente inadequada ao clima da cidade para evitar que os corpos das pré-adolescentes fossem vistos. A camisa era de um tecido grosso para não mostrar o sutiã, que deveria ser branco ou bege. Era PROIBIDO batom forte, short, calça apertada ou com lycra.

Mais tarde, já na universidade, uma garota foi estuprada dentro do campus e quando as alunas foram reivindicar mais segurança elas escutaram da diretoria da instituição que “ela estava em atitude propícia”.

Quero deixar claro que sempre admirei minhas escolas e universidade. Mas essa semana, cá nos meus quase 30 anos de idade precisei ler a carta de meninas de 13 a 17 anos questionando o que sempre pareceu normal e até muito elogiado no meio dos filhinhos de papai deste país para poder vir aqui dizer que eu LAMENTO PELA MENTALIDADE MACHISTA NA QUAL EU FUI EDUCADA.

Eu repudio essas “atitudes protetoras” da moral que quase nenhum dos velhos homens dessa cidade tem. Porque conheço meninas, algumas inclusive ex- alunas desta mesma escola, que sofreram assédio sexual da parte de professores, tios, amigos da família ou até desconhecidos na rua e que se sentiram culpadas, porque fomos criadas pra achar que se acontece algo, nós que provocamos e eles só estão seguindo os seus instintos.

Você pode imaginar o que é estar condenado a ser desrespeitado porque nasceu com uma vagina ao invés de um pênis? Pensando assim talvez fique mais claro o quanto tudo isso é tão irracional.

O dia 8 de março foi nomeado como dia internacional da mulher para que todos pensem sobre essas questões indigestas, e principalmente para que mudem suas posturas e não permitam que mais mulheres sejam oprimidas e até morram de machismo. Sim, machismo MATA.

Não é suficiente que as mulheres entendam isso sozinhas, há mais de 150 anos nós lutamos por respeito, precisamos urgentemente que os senhores levantem a bunda da cadeira e entrem nesta luta por um mundo mais digno para as próximas gerações.

Portanto hoje quero pedir aos homens que este ano comecem a fazer algo substancial por suas mulheres, porque essa fuckingflor que vocês nos presenteiam no dia 8, desculpem feras, mas nunca serviu para merda nenhuma.

Anúncios

Um comentário sobre “Essa flor do dia 8

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s