A fotografia.

E cá estou eu novamente rasgando minhas alma pra vocês.

Dessa vez vim falar de algo que há muito tempo já não falo. Esses dias estava eu num grupo muito legal no facebook, onde uma moça postou uma foto dela, que ela disse ser uma foto que não postava por vergonha. Enfim, ela contou a história do porque ela sentia vergonha da foto, e depois perguntou se alguém tinha uma foto de que sentia vergonha e por isso não divulgou.

Na hora eu me lembrei de uma foto que tirei em Agosto do ano passado em um dos meus books caseiros. Naquela época eu estava entrando em um buraco tão grande na minha vida que sinceramente, nem sei se saí de lá.

O caso é que eu sempre me condicionei a me ver como uma menina do rosto bonito e do corpo feio, que necessita de ajustes. Odiava que meu namorado, hoje marido, pegasse em minha barriga, via as fotos de modelos de roupas lindos em revistas e ficava desejando ter aquele corpo da menina que vestia o modelo, me machucando todos os dias por ter me permitido engordar tanto. E apesar de saber que tudo isso é condicionado por um padrão de beleza hipócrita da sociedade. Eu ainda não me sentia totalmente segura de mim.

Peço desculpas mais uma vez por talvez estar mentindo nesse post colocando as palavras no passado. Porque naquela época tinha feito um blog ” As vantagens de ser uma gordinha” pra tentar me desintoxicar de toda esse padrão que nos é imposto. E tentar não me machucar tanto. Não me odiar tanto ao me olhar no espelho. E achei que negando estar nesse estado eu simplesmente resolveria o problema.

Eu sabia que se vestisse a roupa certa eu ficava linda. Mas e nua? do jeito que eu sou de verdade. Pelada, com todas as minhas banhas e celulites a mostra. Eu sou linda? Toda essa dor me corria tanto, naquela epoca eu fingia tantos sorrisos. Eu tava começando a me machucar cada vez mais.

Depois de tirar essa foto eu parei de tirar fotos minhas, eu já não conseguia ter a leveza que tinha antes de me sentir tão bem comigo mesma a ponto de dançar na frente de uma câmera. Se eu pudesse ter um facão e mais um pouquinho de coragem, eu me fatiava toda pra poder fazer parte desse mundo bonito. cortaria todos meus excessos à força bruta. Parece rude falando, mas a verdade é que eu sonhava com isso todas as vezes que me via.

IMG_1967

E por isso eu tentei tirar pelo menos uma foto, sentindo minha barriga, meu peso, com toda a minha dor, me sentir de verdade. A foto pode ser vulgar pra maioria. parte por eu estar levantando a camisa, parte por ser uma gorda tentando fazer coisas que as pessoas do corpo no padrão fazem. Mas a verdade é que a escondi porque toda vez que olho pra ela a dor me consome.

Caros leitores, eu ainda não saí do buraco. Acho que tenho uma longa subida. Mas hoje, eu resolvi postar a minha dor. Acho que tá mais do que na hora de começar a escalar isso.

Um dia vou me amar.

Anúncios

4 comentários sobre “A fotografia.

  1. Você é linda! Não se sinta mal por estar um pouco acima do peso!
    Eu também sou assim e muitas vezes me cobro por não ter o corpo perfeito e não me dedicar para mudar isso!
    Mas cada um tem um corpo, que graça teria se fosse todo mundo igual?!
    Se ame do jeito que você é! Se ame agora! Se nós mesmas não gostarmos do nosso corpo, não podemos nos sentir ofendidas quando alguém nos chamar de “gorda”.
    Todo mundo é diferente e TUDO gera críticas, magro de mais, gordo de mais, alto de mais , baixo de mais, etc. Vamos nos aceitar, quando nós gostarmos do nosso corpo, nada mais poderá nos abalar!
    Um super beijoo! Sucesso! https://blogggirls.wordpress.com/

    Curtir

  2. Você tem que parar de olhar para as outras meninas que tem beleza e estética e olhar mais para você e encontrar em vc o que vc tem de bom e aprimorar as suas qualidades mais não para mostrar as pessoas como você e sim para você mesma , se amar como vc é e não querer ser o que as outras pessoas são. Você é raysa Cruz cerqueira uma menina única. Não existe outra raysa como você. Seja feliz como você e é e com o pouco que você tem não se importe o que as pessoas vão pensar , que elas se danem. Você é amada de Deus e isso já te basta. Eu gosto muito de vocÊ!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s